ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

ROBERTO PINHEIRO ACRUCHE PROCLAMADO INTELECTUAL DO ANO DE 2014.

PERCEPÇÃO


PERCEPÇÃO

Sinto alguma coisa

indeterminada, agitando-me,

querendo ser exposta,

sem que eu compreenda

e saiba como agir.

É uma sensação incômoda,

perceptível, complexa.

Quero olhar para fora,

mas o que adianta...

se o que sinto permanece

por dentro, na alma!

Roberto Pinheiro Acruche

TROVAS E POEMAS

Trovas e Poemas, revista editada por Roberto Acruche, completando dois anos, chegando praticamente a todos os estados brasileiros, inclusive no exterior, com grande sucesso, sendo exaltada por inúmeros poetas, trovadores, instituições literárias e repassada por dezenas de blogs.
Em razão da sua extensão, nesta postagem foram colocadas apenas quatro páginas. Além de Trovas, poemas, notícias, a revista divulga ainda livros, concursos literários e contém fotos de diversos poetas e poetisas.
Quem ainda não recebe Trovas e Poemas e desejar recebê-la mensalmente deve enviar e-mail para rpacruche@gmail.com informando a sua cidade, estado e uma fotografia. (clique sobre a postagem para ver em tela cheia)



A MINHA CAÇULINHA





A MINHA CAÇULINHA

Jalily Izabel de Almeida Acruche


Lilinha!

Que a paz lhe sorria

com a mesma beleza que seu sorriso é belo para mim.

Que as bênçãos divinas lhe abençoem

da mesma forma que me abençoou dando-me você.

Que o sol lhe aqueça

como você aquece o meu coração.

Que brilhem os seus caminhos

tal qual os seus olhos brilham diante dos meus.

Que o amor reine em sua vida

com a mesma intensidade que lhe amo.

Que o mundo lhe seja sempre lindo

como você é linda diante do meu olhar.

Que a sua fé seja tão forte

como forte é minha vontade de viver.

Que a felicidade nunca lhe deixe

assim como nunca deixei de ter esperança.

Que os anjos possam lhe cercar e lhe proteger

exatamente como peço a Deus que o faça.

Roberto Pinheiro Acruche

GANHAR LIVROS É MUITO BOM


Clério José Borges

Acadêmico, poeta, trovador, historiador e escritor sempre empenhado na luta pela cultura do Estado do Espírito Santos e Nacional me presenteia com mais uma de suas obras.


O VELHO MONITOR CAMPISTA

Revejo com saudade a página "maiscultura" do tradicional e um dos mais antigo jornal do Brasil, arquivo fiel da história de Campos dos Goytacazes-RJ e de toda região norte do Rio de Janeiro.
A cultura regional, infelizmente, perdeu um veículo importante de apoio e registro da sua história. Na parte superior, do lado direito, encontra-se uma das trovas de minha autoria. (clique sobre a foto para ampliar a imagem)

A ESCOLHIDA

A ESCOLHIDA

Meu amor

a minha musa

a minha escolha

o meu mundo

quem me tornaria

eternamente feliz

Se foi... Deixando-me a lembrança

de um amor de verdade,

um enorme vazio,

no coração um lamento frio,

uma tristeza sem fim!

Roberto Pinheiro Acruche

INFELICIDADE


INFELICIDADE


Execrado é o desprezo que me dá;
desgraçado o momento que te amei.
Fingiste quando disseste me amar;
infeliz, eu sou, porque acreditei.

A minha vida está infernizada,
está agonizando, está no fim;
por ter uma paixão desventurada,
a qual me entreguei, sem pensar em mim.

Eu quis viver um grandioso amor
e busquei o amor que tanto sonhei.
Não imaginava ter tanta dor

como tenho desde que te encontrei.
Tentei escrever teu nome com uma flor,
com todos teus espinhos, me estrepei!

Roberto Pinheiro Acruche

II JOGOS FLORAIS DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA


UNIÃO BRASILEIRA DE TROVADORES

Delegacia de São Francisco de Itabapoana- RJ

II JOGOS FLORAIS DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA




REGULAMENTO

1-Concurso Nacional

Tema: CRIANÇA- Trovas líricas e/ou filosóficas

2-Concurso Estadual

Tema: VENTO - Trovas líricas e/ou filosóficas

PULGA – Trovas humorísticas

ENDEREÇO PARA REMESSA

II JOGOS FLORAIS DE SÃO FRANCISCO DE ITABAPOANA

A/C de Roberto Pinheiro Acruche

Caixa Postal 123.192

São Francisco de Itabapoana- RJ

CEP – 28.230-000

3-Sistema de Envelopes

A trova deverá ser escrita num envelope pequeno em cujo interior estarão nome e endereço completo do remetente, telefone e e-mail (se tiver). Esse envelope deverá ser lacrado e colocado num envelope maior com o endereço para remessa. Como remetente, repetir no verso o endereço com o nome de Luiz Otávio.

Data limite de entrega – 31 de maio de 2011. Valendo a data da postagem.

Limite de 3 (três) trovas por tema.

É obrigado constar a palavra-tema na trova

OUTROS CONCURSOS EM ANDAMENTO


LII Jogos Florais de Nova Friburgo - até 30.04.2011

XXIV Jogos Florais de Ribeirão Preto-de até 15.04.2011


Concurso de Campos dos Goytacazes - até 30.04.2011

XXI Concurso de Trovas de Pindamonhangaba - até 30.04.2011

Jogos Florais Ac. de Letras e Artes de Cambuci-até 31.05.2011


XLI Jogos Florais de Niterói - até

Jogos Florais de Cantagalo - até


VII Concurso de Trovas de Maranguape/CE - até 31.05.2011

ALMANAQUE ENTRE AMIGOS


Ganhar Livros é muito bom!

Desta feita, recebi do poeta e trovador

DIAMANTINO FERREIRA

O “ALMANAQUE ENTRE AMIGOS 2011” com textos de diversos poetas, entre os quais, dois belos sonetos de Diamantino.

Mais um Livro que estará enriquecendo a minha biblioteca.



MANHÃ SUAVE

(Clique sobre a imagem)
Mais um soneto da poetisa alagoana Vãnia Viana para enfeitar esta página do nosso blog.

FRÍGIDA








FRÍGIDA

Saudade, por que me sufoca,

vive batendo em minha porta

com sua perturbante frieza?

Você é seca estéril,

é terreno arenoso

improlífico.

Você não me mata a sede

a fome

e me consome.

Por que transformou o meu amor

em dor,

minha alegria em tristeza,

minha paz em conflito,

convertendo o que era tão belo,

tão bonito,

nesta feiúra intolerante?

Quisera somente

a lembrança perfumada,

o cheiro da minha amada

e não você saudade...

Que maltrata,

rasga o peito

dilacera o coração

e não resolve nada!

Roberto Pinheiro Acruche

MESSODY BENOLIEL PRESIDENTE DA ACADEMIA BRASILEIRA DE TROVA







Recebí de Messody Benoliel, nossa querida poetisa, trovadora, cantora, advogada, compositora, linda, presidente da Academia Brasileira de Trova,

dois Livros que após inteiramente lidos estarão fazendo parte da nossa Biblioteca.





MOMENTO ESPECIAL

Zuenir Ventura, Ana Maria e Roberto Acruche

Momento muito especial: Conversar e ouvir o jornalista, escritor, colunista de O Globo e Revista Época, Zuenir Ventura. Esse bom mineiro de Além Paraíba publicou "1968 - O Ano que Não Terminou" que já superou a marca de 400 mil exemplares vendidos.


GANHAR LIVROS É MUITO BOM

Ganhar Livros é muito bom!

Desta feita quem me presenteou foi o Escritor, poeta e jornalista

CARLOS AA DE SÁ

de São João da Barra -RJ.

Cinco Livros de sua autoria que muito enriqueceram a minha biblioteca.

O ASTRO REI

O ASTRO REI

De manhã, lá distante, ele desponta

rapidinho, e começa a traquinar!

Mexe com todos!... é o que mais apronta...

Esquentando o ar, o solo e o mar!


Brilhante, vem rompendo a madrugada

enxugando o orvalho que molha as relvas,

com seus raios vai adentrando as “selvas’...

Despertando uma nova temporada.


A passarada gorjeia vibrante,

a vida... contemplada e radiante...

vê aproximada a hora do poente...


E o sol pesaroso nesse instante

de alaranjado pinta o céu, distante

segue lento... com saudade da gente!

Roberto Pinheiro Acruche

FRESTA DE AMOR

Nossa querida poetisa Vania Viana nos oferece este lindo Soneto.
(clique sobre o texto)

PALHAÇO


PALHAÇO

Eu sou palhaço!

Eu sou palhaço!...

Você na está vendo?

Eu sou o palhaço que brinca,

que ri e que chora!

Brinco porque tenho alma de criança,

divirto pelo prazer de fazer sorrir...

De fazer sorrir a criança alegre,

a criança triste,

a criança que tem e a que não tem brinquedo.

Mas eu também choro!

Eu choro!...

Eu choro pela criança abandonada,

pela criança que sofre,

pela criança maltratada,

pela criança que tem fome,

pela criança incompreendida,

pela criança violentada.

Mas eu continuo palhaço

da cara pintada

fazendo dá risada.

Eu tenho que alegrar a criançada!

Viva... Eu sou palhaço, no circo

ou aqui fora,

não importa o lugar e a hora,

eu sou o palhaço

que brinca, que ri e que chora.

Roberto Pinheiro Acruche

OBRA DIVINA

OBRA DIVINA


Veja Amor, como é linda esta paisagem!

A luz dourada do sol sobre a mata,

a água cristalina da cascata...

Indescritível, tal uma miragem.


Olhe aquelas árvores, que beleza!...

Esta vastidão plena, tão florida,

exuberantemente colorida,

climatizada pela natureza.


Cenário encantador, impressionante!

Harmoniosamente perfumante,

modulado com a magia do amor...


Minudenciosamente preciso,

somente quem criou o paraíso

adviria... ser seu escultor!

Roberto Pinheiro Acruche

SONHOS NAUFRAGADOS


SONHOS NAUFRAGADOS

Um peixinho prisioneiro

fora do seu habitat

sofre no cativeiro

olhando as águas do mar.

Vendo a sua sombra

em outro plano a nadar

imagina não estar só

preso naquele lugar.

Ao vê-lo assim, imagino,

o que está ele a pensar

e quantos sonhos ficaram

lá no fundo do mar.

Assim vive tanta gente

pelo mundo a lamentar

em aparente liberdade,

prisioneira... e na verdade,

sem o direito de sonhar!

Roberto Pinheiro Acruche

Quem Sou eu

Eu sou um caso,
um ocaso!
Eu sou um ser,
sem saber quem ser!
Eu sou uma esperança,
sem forças!
Eu sou energia,
ora cansada!
Eu sou um velho,
ora criança!
Eu sou um moço,
ora velho!
Eu sou uma luz,
ora apagada!
Eu sou tudo,
não sou nada!
Roberto P. Acruche

ESCREVA PARA MIM!

rpacruche@gmail.com
Visitas

free counter
Orbitz Cheap Ticket

Visitantes Online